domingo, 30 de setembro de 2012

Passeio de domingo

 
 
Neste domingo estava uma bela manhã para a prática de BTT, saímos de casa pelas 9h00 e a temperatura estava espectacular, depressa entrámos nos trilhos apesar das chuvadas destes últimos dias o terreno estava muito bom e deu para curtir os o percurso à brava foi um passeio sem STRESS, sem olhar para o relógio, médias e outras complicações.
Uma manhã bem passada sem duvida em família. 

 
video



Bons treinos

quarta-feira, 19 de setembro de 2012

Norte Alentejano em Belver


Este domingo fomos até à bela povoação de Belver com o seu Castelo mesmo no topo da encosta que nos dava muita dor de cabeça, mas a história já lá vai.
Saímos bem cedo para Belver para podermos fazer o reconhecimento antes da prova, desta vez quem ia competir era eu e o André, nós já sabíamos que o percurso não ia ser nada fácil a nível de termos técnicos, mas por vezes esquecemos um pouco da vida e cometemos certas loucuras e na volta de reconhecimento vimos pequenas alterações em relação ao percurso do ano anterior já não sei se foi para melhor ou para pior, visto que a coisa estava complicada à mesma então a nível de viragens, virar o autocarro não era fácil ou então era falta de jeito mesmo eheheh.

A saída era dada às 9h30m, fui chamado para a segunda fila mas como não gosto de confusões decidi sair novamente em ultimo do meu escalão, o André saía logo atrás e ainda na primeira subida longa já ele me estava a ultrapassar encostado ao grupo da frente do escalão dele, eu tentava impor um bom ritmo e ia ultrapassando alguns veteranos do meu escalão, já numa posição mais confortável tentava não perder lugares até que num single onde fazia curva e contra curva senti que bati com a roda traseira numa rocha mas nunca pondo em causa qualquer toque no desviador até que numa subida bem inclinada coloquei mudanças e saltaram fora da cassete, ai percebi que algo se passara mas tinha que continuar, o André vinha numa boa posição atrás do segundo lugar até que na parte técnica cai uma atleta federada mesmo à sua frente originando ele também a cair pela barreira mas sem consequências graves, ora ai está uma situação que não deveria acontecer os federados estarem a fazer o reconhecimento quando se encontra uma prova a decorrer, pois o mesmo aconteceu comigo numa zona apertada mas cabíamos dois atletas pedi licença e foi a muito custo que me deixaram passar, enfim fica na consciência de cada um.

A parte mais crítica do percurso ficava na encosta do Castelo, inicialmente uma descida bem inclinada, o terreno encontrava-se bastante solto e a bike não tinha aderência e depois era sempre a subir gradualmente de forma a descer novamente pela encosta, ai nada nos aconteceu, mas houve muitos que fizeram umas aterragens forçadas.
Já na passagem para a segunda volta notei que comecei a ter mais problemas com a bike na roda traseira até que a dado momento ao meter mudanças a corrente trancou entre a cassete e os raios e para ajudar o desviador ficou agarrado na cassete que originou com que eu fosse obrigado a desistir, o André tentava a todo custo não perder o terceiro lugar até que na parte final numa zona mais técnica foi ultrapassado mesmo ao cair do pano mas enfim em competição até cruzar a linha da meta a prova não está acabada, sabe que está a melhorar de dia para dia e este ano é o seu ano zero de competição a sério, espera que o ano de 2013 esteja na melhor forma, e eu vou curtindo a bike.












Bons treinos


quarta-feira, 12 de setembro de 2012

Rota dos Montes de Singles (furos)


Este fim-de-semana fomos até Sacavém para participar na Rota dos Montes de Singles a convite dos nossos amigos dos Maníacos do Pedal.
Eram cerca das 7h quando chegávamos à estação de serviço da A1 para nos encontrar com a Lídia e o Nuno que iam também ao passeio e dali saíamos juntos.
Chegados a Sacavém dirigimo-nos ao ponto de encontro e descobrimos o nosso amigo Quitos, que por lá se encontrava com mais uns maníacos, cumprimentos e toca de preparar as bikes e a malta ia-se agrupando toda até que chegou a hora de partir e o primeiro objetivo era chegar ao café das loiras para um café e fazer o briefing, mas ai surgiu o primeiro furo é claro surgiam os primeiros comentários da desgraça mas mal sabíamos nós o que nos esperava pela frente.




Saímos em direção aos trilhos para apanhar um single longo ao lado do rio Trancão, chegados ao fim do single parou tudo, mais uns furos, serviu para por a conversa em dia e toca de andar dali, fomo-nos cruzando com outro pessoal até mais um single rápido e espetacular, mais umas subidas umas pequenas descidas, já não me lembro se nesta fase houve algum furo só sei que fomos ter a mais um single espetacular em que tínhamos de por à prova mais alguma perícia, feito o single eheheh, mais um furinho, mais umas bombadas e lá desfazem a bomba tal era a potência da coisa eheheh.




Chegávamos a uma povoação para encher os bidons e mais um pouco de conversa devido à paragem de mais um furo, nesta altura já começávamos a fazer contas aos furos e tava na hora de ir embora, este grupo fantástico ia-nos apresentando um percurso espetacular mas ainda falta chegar ao ponto mais alto que ficava num moinho e até lá chegar ainda fizemos umas boas paredes e é claro mais algumas paragens para dar umas bombadas.


O ponto alto do percurso era o single que levava cerca de 15min a fazer, a sua fase inicial era algo de deixar ir por ali abaixo com curvas e contra curvas mas foi curtir até ao momento que passo por um maníaco e pergunto o que se passa e ele diz (tou furado), eheheh chegávamos assim ao primeiro patamar do single e todo mundo parou para mais uns remendos, fazendo a segunda parte do single lá seguíamos nós até outra povoação para encher os bidons dali tínhamos a praxe da subida do estica gémeos, mas sem antes de haver mais uns furinhos, ai o pessoal já ficava desesperado nunca se tinha visto nada assim até parecia agoiro, lá reunimos as tropas e fomos ao estica gémeos uma parede daquelas só com a bike às costas mas depois é que foi começar a dar ao pedal já faltavam poucos quilómetros e já cheirava ao almoço, lanche e jantar tudo junto, fomos tomar uma banhoca aos bombeiros de Sacavém e deliciámo-nos com um jantar pois a fome era muita, no final cantámos os parabéns aos 6 anos de vida dos Maníacos do Pedal ao qual temos todo gosto de fazer parte deste aniversário.

Foi um dia bem passado com os amigos em trilhos fantabulásticos.









Até tivémos direito a banda e tudo...


Este moinho estava ainda original, pois ainda moia o trigo de vez enquando.


Daquele delta via-se uma paisagem espetacular



Ora aqui está a subida do estica os gémeos, eheheh...



Bons treinos

quinta-feira, 6 de setembro de 2012

Regional de Maratonas


Neste domingo passado fomos até à bela povoação da Ota para participar na última prova do regional de maratonas, a Sandra encontrava-se em 3º lugar da geral e pretendia assegurar esse resultado mas a adversária que estava no 4º lugar era forte e a pontuação estava presa por poucos pontos, em relação ao segundo lugar sabia que não tinha hipóteses só se acontecesse alguma avaria para a adversária não concluir a prova.

Há hora certa começava a prova o calor fazia-se notar, seria um dos fatores que ia dar cabo de muitos atletas que se viam obrigados a reduzir o andamento, a partida foi algo plana durante os primeiros 3 Km, obrigava a impor um andamento forte, coisa a que não estamos habituados eheheh… a Sandra ficava para trás e eu seguia mais para a frente, tentava impor um ritmo mais forte mas não conseguia, ainda não estava quente suficiente, sou do tipo máquina a vapor até estar tudo afinado leva algum tempo, mas ao final de uns quilómetros comecei a sentir-me bem e decidi impor um ritmo mais forte, tentei fazer uma boa suplementação e beber água suficiente, estava muito calor e senti que havia atletas a baixar o andamento e decidia atacar principalmente a partir dos 25 km que seria a parte mais dura da prova, onde se encontrava todo o acumulado e com esta estratégia acabaria em 13º lugar no meu escalão de Veteranos B.
A Sandra sabia que não poderia ser ultrapassada pela adversária fazia uma prova de gestão, ficando mais descansada quando soube que a concorrente mais direta tinha furado mas mesmo assim não baixou o andamento pois sabia que a adversária trazia com ela duas lebres para a rebocar, mas mesmo assim chegaria ao final em 3º lugar do escalão de femininos e consolidava a 3ª posição da geral.
No final estivemos na cavaqueira com os amigos onde assaltámos as bifanas do café, para o ano logo se verá o regional.







Bons treinos